• Redação

Cursos da graduação e pós-graduação recebem investimento de R$ 310 mil

No total, são 111 equipamentos, destinados a onze departamentos, com investimento aproximado de R$ 310 mil

UEPG investe R$ 310 mil em equipamentos para cursos da graduação e pós-graduação. Foto: Jéssica Natal

A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) realizou, na manhã desta quarta-feira (15), a solenidade de entrega de equipamentos para departamentos e setores de graduação e pós-graduação. No total, são 111 equipamentos, destinados a onze departamentos, com investimento aproximado de R$ 310 mil. A entrega foi feita a algumas salas dos cursos e será finalizada nas próximas semanas, conforme agendamento.


A entrega acontece após levantamento da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), junto à Pró-Reitoria de Assuntos Administrativos (Proad), das necessidades de equipamentos dos cursos ainda em 2019. A entrega acontece este ano tendo em vista o retorno das aulas presenciais, em fevereiro de 2022. “Nesse momento do retorno das atividades presenciais existe muita expectativa de todos os setores, por isso entendemos que precisamos dar as condições para que esse retorno possa acontecer da melhor maneira possível”, destaca o pró-reitor da graduação, Carlos Willians Jaques Morais. Para ele, o objetivo da renovação dos equipamentos é promover a formação de qualidade para os acadêmicos. “Agradeço o apoio da Proad de realizar as compras. Isso é resultado da união de toda uma equipe que nos dá a possibilidade de promover a formação de mais qualidade”.


“Desde o início da gestão, buscamos enfrentar cada uma das necessidades que nós temos, e aqui está uma pequena amostra do material que foi adquirido em 2019 e 2020”, destaca o pró-reitor da Proad, Ivo Mottin Demiate. Os equipamentos, como osciloscópios e balanças, darão apoio às aulas práticas. “Essa volta ao presencial, para nós, é bastante emblemática e será organizada. Nossa ideia é animar todo mundo para que a gente volte motivado com esse investimento”. Ivo complementa que os investimentos não acabaram. “Conseguimos comprar algumas coisas que nos foram solicitadas, mas ainda estamos buscando adquirir o restante que falta”.


O professor Miguel Sanches Neto, reitor da UEPG, ressaltou a importância de se investir em graduação e pós-graduação para o fazer didático. “É com esse intuito que a gente fez essa compra. A ideia é continuar comprando equipamentos necessários para o fazer didático, esse é o projeto que acontece desde 2019, buscando suprir as necessidades dos departamentos e programas de pós-graduação”. O reitor informa que a entrega é referente às compras de uma primeira leva. “Recebemos R$ 3,4 milhões em recursos, que vamos usar para fazer mais compras para os cursos. Estamos tentando deixar todos os laboratórios e departamentos com equipamentos novos, no sentido de dar boas condições para o retorno presencial”. O ânimo para o retorno ao presencial será melhor com novas máquinas, conforme o reitor. “Depois de tanto sofrimento que passamos na pandemia, a gente precisa de algum entusiasmo. É nesse sentido que fizemos essa entrega no final de ano, para dar essa vontade de voltar superando todos os medos e dificuldades”.


Fabiana Postiglioni Mansani, diretora do Setor de Ciências Biológicas e da Saúde (Sebisa-UEPG), agradeceu pelos equipamentos que o Setor está recebendo. “Servirão para o desenvolvimento das atividades dos nossos futuros profissionais. Alguns equipamentos estavam obsoletos, o que tornava o aprendizado mais complicado”, comemora. Para a professora, a aquisição oportuniza que professores deem novas opções de aprendizagem aos alunos. “Vai ajudar muito na formação dos nossos acadêmicos, isso traz de volta a importância das disciplinas básicas na formação profissional”.


Cássia Gonçalves Magalhães, chefe do Departamento de Química, salienta que a aquisição dos equipamentos trará um ganho no aprendizado dos alunos. “Porque o departamento atende 17 cursos e temos uma demanda para a utilização desses equipamentos. Com isso, a qualidade das aulas vai ser mantida e até aprimorada”. O chefe do Departamento de Física, Francisco Carlos Serbena, conta que o departamento atende a 11 cursos com os equipamentos. “Muitas das disciplinas são experimentais dentro dos nossos laboratórios, então esses equipamentos vão ajudar na qualidade das aulas e também na substituição de equipamentos que já estão mais velhos”, completa.


Os equipamentos serão destinados a onze departamentos – Departamento de Biologia Estrutural, Molecular e Genética (Debiogem); Departamento de Medicina (Demed); Departamento de Análises Clínicas (Declin); Departamento de Ciências Farmacêuticas (Defar); Departamento de Biologia Geral (Debio); Departamento de Fitotecnia e Fitossanidade (Defito); Departamento de Administração (Dea); Departamento de Informática (Deinfo); Departamento de Artes (Deartes); Departamento de Física (Defis); e Departamento de Química (Dequim).


Os 111 equipamentos doados foram: microscópio binocular com ótica de correção infinita (10); microscópio trinocular com ótica de correção infinita (1); simulador de intubação neonatal (2); simulador de intubação pediátrica (2); microscópio Nikon Binocular Biológico Eclipse E200 (7); Balança Digital de Precisão – Semi Analítica (1); Estufa de Esterilização e Secagem 85 L (1); Balança de precisão (3); Estufa de secagem 150L (1); pHmetro de bancada (2); Lupa 80 x – estereoscópio binocular LED 20-40-80x – dupla luz (2); Microscópio (2); Microscópio binocular (3); Balança analítica digital (1); Espectrofotômetro visível (1); pHmetro (2); Estufa de secagem e esterilização (1); Capela de exaustão para uso laboratorial (1); Osciloscopio digital (11); Ponte RLC portátil (1); Gerador de Função (5); Computadores (10); Mesa de som (2); Piano digital (8); Osciloscópio Analógico (4); Balança eletrônica (4); Espectrofotômetro visível (1); pHmetro de bancada (3); balança analítica (2); Capela de exaustão para uso laboratorial (18).


Da Assessoria