• Redação

‘Chiquinho D’Alembebe’ retorna em novos livros e teatro de fantoches

Chiquinho e sua turma ainda irão sair em caravana para apresentar aos pequenos leitores a magia do teatro de fantoches em três cidades do interior do estado

O conhecido personagem infantil que vive inúmeras aventuras e passeia pelas histórias e lendas do Paraná já estampou outras 11 obras literárias da escritora Marivete Souta. Foto: Divulgação


O personagem Chiquinho D’Alembebe está de volta em dois novos livros e com apresentações de teatro de fantoches para garantir a alegria da criançada. O conhecido personagem infantil que vive inúmeras aventuras e passeia pelas histórias e lendas do Paraná já estampou outras 11 obras literárias da escritora Marivete Souta. Em 2022, ele volta à cena como protagonista de “Chiquinho e Iana - em busca do tesouro perdido" e de “Chiquinho Poeta”.


Aprovado no Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná (Profice), o projeto “Chiquinho D’Alembebe” conta com o patrocínio da Copel, Continental, Águia Florestal e Buraco do Padre e tem como editora a ABC Projetos Culturais.


Chiquinho e sua turma ainda irão sair em caravana para apresentar aos pequenos leitores a magia do teatro de fantoches em três cidades do interior do estado: Palmeira, Irati e Imbituva. No total, serão feitas nove contações de histórias dos dois livros. Será destinada para esses municípios 20% da tiragem das duas obras para distribuição gratuita nas escolas da rede pública de ensino e em projetos de leitura, além do envio de exemplares à Secretaria Estadual de Educação.


Criado em 2009 por Marivete a partir das histórias contadas aos seus filhos quando eles eram crianças, Chiquinho D’Alembebe se mostra um personagem tipicamente paranaense, com sotaque, trejeitos e uma curiosidade instigante por lendas e histórias sobre o Estado. “Ele é um personagem que foi criado espontaneamente e foi desenvolvendo uma identidade: um menino que mora no interior de Itaiacoca, Distrito de Ponta Grossa, que adora a natureza, os bichos e é um contador de histórias. Ele representa as raízes desta região, que está muito ligada à cultura paranaense”, conta.


Em “Chiquinho e Iana - em busca do tesouro perdido" o protagonista e sua amiga visitam diversos pontos turísticos, com o objetivo de conhecer as belezas naturais dos Campos Gerais. “Mas, é no Buraco do Padre que eles desvendam a lenda do tesouro escondido pelos jesuítas que vieram catequizar os índios da região há séculos”, relata a autora. Já em “Chiquinho Poeta”, o personagem e sua turma da escola recebem uma visita para lá de misteriosa da Poesia, e com a chegada dela desvendam juntos o universo da escrita.


Segundo Marivete, o objetivo do projeto é divulgar e valorizar a cultura paranaense e promover ações de incentivo à leitura para o público infantil. Com o intuito de estimular a interação dos pequenos com as obras, os dois livros são acompanhados por três dedoches. Além disso, o projeto também tem preocupação com a acessibilidade, disponibilizando um audiolivro de cada história por meio de QR Code impresso nas páginas do livro.


Contrapartida social

Como contrapartida social, a autora também realizará nove palestras nas escolas sobre alimentação saudável e segura através de interações dos alunos com o personagem. Chiquinho abordará a importância do consumo de alimentos nutritivos e frescos, que podem ser produzidos nas casas dos estudantes. Para incentivar as atividades práticas, Chiquinho e sua turma levarão para as escolas mudas de hortaliças e garrafas pet, e juntos ensinarão as crianças como podem criar suas próprias hortas, aproveitando, inclusive, materiais recicláveis.


Da Assessoria