• Redação

Aula Inaugural com Emir Sader fala sobre o Brasil no Século 21

Emir Sader ainda fez uma avaliação sobre a importância do debate e reflexão em ano de eleição

Aula Inaugural com Emir Sader fala sobre o Brasil no Século 21. Foto: Cristina Gresele

O Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Secihla-UEPG) realizou, nesta sexta-feira (03), aula inaugural com o professor Emir Sader. O evento realizado no Grande Auditório, do Campus Central, reuniu cerca de 450 pessoas presencialmente, além de ser transmitido online pelo Núcleo de Tecnologia e Educação Aberta e a Distância da UEPG (Nutead). Na oportunidade, o professor Emir abordou o tema o “Brasil do Século 21” sob uma abordagem política e econômica da América Latina.


A diretora do Secihla e organizadora do evento, professora Silvana Oliveira, avalia que debater o tema trazido por Emir é muito importante, não apenas para a formação dos futuros profissionais, mas de uma sociedade com consciência política. “Agradecemos a todas e todos que estiveram conosco para um debate urgente e necessário neste contexto político problemático em que a extrema direita se coloca como algoz dos mais vulneráveis econômica e socialmente”, disse. Silvana ainda comemorou a participação do público no evento: “A aula inaugural do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, com a presença do professor Emir Sader, alcançou um público recorde, o que muito nos alegra. Presencialmente, tivemos mais de 450 pessoas, além do público que acessou online pela transmissão realizada de modo muito eficiente pela equipe do Nutead”.


Emir salientou no evento a importância da reflexão sobre essas primeiras décadas do século 21. Sua fala foi seguida por perguntas do público que fomentaram o debate. “O Brasil no século 21 tem situações positivas e negativas, infelizmente vivemos numa circunstância muito dramática. Temos que analisar por que chegamos a isso, e como vamos sair disso. Só o resgate da democracia permite superar essa crise”, avalia.


O palestrante destacou também o carinho que sente em falar para o público universitário, sobretudo em uma instituição pública: “Falar numa Universidade é falar para o meu público mais querido. Eu me formei em Universidade Pública, em escola pública, é o lugar em que eu me sinto bem, com professores, com alunos, com trabalhadores, é o espaço democrático por excelência. Agradeço muito à Universidade Estadual de Ponta Grossa por ter me acolhido aqui”.


Emir Sader ainda fez uma avaliação sobre a importância do debate e reflexão em ano de eleição, como este. “Eu acho que são eleições decisivas pro futuro do Brasil por muito tempo, então é preciso ter o máximo de consciência sobre o quê significa continuar o Brasil como ele está hoje ou resgatar a democracia, retomar o crescimento econômico e a distribuição de renda. Então, só com uma profunda consciência de toda a população nós podemos ter um resultado positivo”, conclui.


O Palestrante

Emir Sader é formado em Filosofia pela Universidade de São Paulo, cientista político e professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). É secretário-executivo do Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (Clacso) e coordenador-geral do Laboratório de Políticas Públicas da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj).

Foto: Cristina Gresele

O palestrante é autor de uma vasta obra bibliográfica, composta por 96 livros (entre autoria, co-autoria e organização), 154 publicações como capítulos de livros, 243 em periódicos e 736 em jornais de notícias e revistas. Foi ainda o organizador (com Ivana Jinkings, Carlos Eduardo Martins e Rodrigo Nobile), autor e principal idealizador da Latinoamericana: Enciclopédia Contemporânea de América Latina e do Caribe, vencedora do prêmio Jabuti de melhor livro do ano de não-ficção em 2007.


Da Assessoria