• Mayara Pontes

Apadevi lança livro infantil traduzido em braile

O lançamento do livro infantil “A Galinha que queria ser perfumista” será junto com a comemoração dos 37 anos de serviços prestados às pessoas com deficiência visual e seus familiares

O livro já foi premiado em um concurso nacional de contos infantis e a convite da APADEVI, a obra foi traduzida em braile. Foto: Divulgação


A Associação de Pais e Amigos do Deficiente Visual de Ponta Grossa (Apadevi), comemora nesta quarta-feira (22), 37 anos de serviços prestados às pessoas com deficiência visual e seus familiares. A comemoração será a partir das 14h, na sede da Associação e terá o lançamento do livro infantil traduzido em braile “A Galinha que queria ser perfumista” da escritora Dione Navarro.


O livro já foi premiado em um concurso nacional de contos infantis e a convite da APADEVI, a obra foi traduzida em braile, realizando um sonho da escritora Dione. "O sonho de todo escritor de livro infantil é vê-lo abraçar crianças que normalmente não têm acesso a literatura. É muito gratificante se pudermos contemplar esse público infantil com deficiência visual”, conta.


A história do livro “A Galinha que queria ser perfumista” nasceu da observação que Dione fez no sítio da irmã. “Essa galinha existe e ela destacava-se entre as outras porque ela não queria botar ovos ou cuidar dos pintinhos. No quintal a única coisa que ela fazia era cheirar as flores, como sou farmacêutica, introduzi no livro o conceito de perfumista, que é um profissional de rara sensibilidade e tem o dom de retirar das flores a sua essência perfumada”, relata.


Dione Navarro trabalha há alguns anos com educação infantil através do projeto Caravana da Cultura, no qual junto com outros escritores ela leva poesia, teatro e música a escolas municipais e estaduais de Ponta Grossa e arredores como incentivo à literatura e arte. Na obra infantil, a mensagem final também é de incentivo. “No livro essa galinha sofre bullying dos outros animais, mas ela não desiste dos seus sonhos. Esse é o grande propósito do livro, de forma subliminar a intenção é incentivar as crianças a descobrirem seus talentos e acreditarem em seus sonhos, mesmo que eles pareçam diferentes dos demais”, diz.

Foto: Divulgação